Campolide,

A satisfação do padrinho

Herman José, o padrinho da Marcha de Bela Flor - Campolide expressou a sua satisfação nas redes sociais:

«Sempre tive um fascínio pelas marchas de Lisboa. De há muitos anos para cá, raro é o ano em que não sou convidado para padrinho de uma delas. A minha vida profissional frenética, entre gravações televisivas e muitos espetáculos, contribuiu para que nunca conseguisse aceitar convite algum. Este ano foi diferente: o sentido de oportunidade do seu presidente da Junta, aliado a um dos raros buracos na minha agenda, permitiram-me finalmente aceitar ser padrinho de uma marcha, ao lado na minha “primeiríssima dama” Maria Rueff. Lá estaremos orgulhosos a desfilar como padrinhos da marcha da Bela Flor-Campolide, torcendo para o sucesso de uma tradição, que enche de cada vez maior orgulho a cidade de Lisboa»

O portal da JFC utiliza cookies de rastreamento anónimo para melhorar a interacção com o Utilizador. Ao continuar a navegação, está a concordar com o uso de cookies.