Campolide,

A discriminação com base no sexo manifesta-se de muitas formas

A discriminação com base no sexo manifesta-se de muitas formas - e 
também através do assédio sexual e moral, em ambiente de trabalho.

Esta discriminação prejudica de forma grave e de forma sistemática as
mulheres; e só agora se começa a quebrar os muitos silêncios quanto a
esta realidade. Mas o Armando, neste vídeo enviado pelo Delso Batista,
lembra-nos que também há homens que enfrentam o assédio e que têm
vergonha de o denunciar, entrando no mesmo sistema de silêncio que
envolve a realidade do assédio. Multiplicar a igualdade a partir de
Campolide é reconhecer que, ainda que mulheres e homens não sejam alvo
de assédio na mesma proporção, é fundamental contribuirmos para
quebrar todos - mas mesmo todos - os silêncios.

Na 1ª acção de formação "Campolide é Igualdade", pedimos a todas
as pessoas que participaram que, a seguir, falassem com familiares,
colegas, vizinhas ou vizinhos. Pedimos-lhes que partilhassem as várias questões abordadas ao longo desses dois dias de formação, dedicados às discriminações com base no sexo, orientação sexual e origem étnico-racial. E pedimos-lhes mais: que filmassem testemunhos dessas pessoas próximas, para podermos partilhá-los também e para aprendermos mais, em conjunto, sobre como identificar as várias discriminações e sobre
como combatê-las.

Para ver e partilhar, porque queremos que mais e mais pessoas se
envolvam na luta pela igualdade, a partir de Campolide.

Porque Campolide
é Igualdade!


#CampolideIgualdade

Pode ver o vídeo AQUI.

O portal da JFC utiliza cookies de rastreamento anónimo para melhorar a interacção com o Utilizador. Ao continuar a navegação, está a concordar com o uso de cookies.